terça-feira, 20 de junho de 2017

"LIVRO LAMPEÃO ANTES DE SER CAPITÃO".

Acervo do pesquisador Adauto Silva

Excelente fonte de informações sobre o mais famoso dos cangaceiros, é o livro "LAMPEÃO ANTES DE SER CAPITÃO".


Contato diretamente com o escritor Luiz Ruben F. A. Bonfim!

https://www.facebook.com/groups/lampiaocangacoenordeste/

http://blogdomendesemendes.blogspot.com
http://josemendespereirapotiguar.blogspot.com
http://blogdodrlima.blogspot.com

domingo, 18 de junho de 2017

ENTREVISTA CADIM MACHADO, ÚLTIMO COITEIRO DE CORISCO GEZIEL MOURA

https://www.youtube.com/watch?v=Vs9kLhbDokU

Publicado em 4 de mai de 2016
Categoria
Licença
Licença padrão do YouTube

http://blogdomendesemendes.blogspot.com
http://josemendespereirapotiguar.blogspot.com
http://blogdodrlima.blogspot.com

sexta-feira, 16 de junho de 2017

EX-GOVERNADORA DO RN, WILMA DE FARIA MORRE EM NATAL

Por G1 RN

Ela lutava contra um câncer há dois anos. O velório acontece na Catedral Metropolitana de Natal a partir das 9h.

A ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria morreu aos 72 anos, em Natal na noite desta quinta (15). Wilma de Faria cumpria mandato de vereadora da capital potiguar na atual legislatura, mas estava afastada das funções desde o dia 18 de abril para tratamento de um câncer.

Wilma vinha convivendo com câncer no sistema digestivo há mais de dois anos, quando passou por tratamentos quimioterápicos e algumas cirurgias em São Paulo e Natal. Estava desde o dia 3 de junho na Casa de Saúde São Lucas, onde permaneceu até agora quando veio a óbito por falência múltipla de órgãos.

O velório acontece a partir das 9h na Catedral Metropolitana de Natal. O sepultamento será no Morada da Paz, em Emaus, às 20h.

Trajetória política

Wilma de Faria era professora e começou a carreira na política em 1986 quando foi eleita deputada federal. Em 1988, foi eleita prefeita de Natal. Voltou a ser eleita prefeita da capital em 1996 e reeleita em 2000.

Em abril de 2002, Wilma renunciou à prefeitura para disputar o governo do Estado e foi eleita, se tornando a primeira mulher a comandar o governo do Rio Grande do Norte. Ela foi reeleita governadora em 2006.

Wilma ainda se candidatou ao senado em 2010, mas não venceu. Em 2012 saiu candidata a vice-prefeita na chapa de Carlos Eduardo. A chapa foi eleita e ela cumpriu o mandato.

Em 2014, voltou a tentar uma vaga no senado, mas foi derrotada por Fátima Bezerra. Em 2016, ela deixou o PSB, assumiu a presidência do PTdoB e se candidatou a vereadora de Natal.

ADENDO -  http://blogdomendesemendes.blogspot.com

Wilma Maria de Faria (Mossoró17 de fevereiro de 1945 — Natal15 de junho de 2017) foi uma professora e política brasileira. Foi a primeira mulher a governar o estado do Rio Grande do Norte e era vereadora em Natalaté a data de sua morte. Foi filiada ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) durante mais de 20 anos, estando filiada ao Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB) no último ano de sua vida.

Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, onde foi professora (licenciou-se para exercer o cargo de Governadora) do Departamento de Educação do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas.

Sendo filha de Morton Mariz de Faria, Wilma é neta de Paulina Engrácia de Medeiros Mariz que era a irmã mais velha do ex-governador Dinarte de Medeiros Mariz. É prima legítima do Ministro do Superior Tribunal de Justiça Gurgel de Faria.

Carreira política[editar | editar código-fonte]
Primeira-dama do RN[editar | editar código-fonte]

Wilma de Faria iniciou sua vida pública em 1979 ao se tornar primeira-dama do Rio Grande do Norte, sendo nomeada para a presidência do MEIOS – Movimento de Integração e Orientação Social - pelo Governador do Estado, à época, seu marido, Lavoisier Maia. Enquanto esteve casada, atendia pelo nome de Wilma Maia.

Deputada federal[editar | editar código-fonte]
Em 1983, Wilma de Faria assume a Secretaria de Trabalho e Bem-Estar Social durante o primeiro governo de José Agripino Maia, cargo do qual se desvencilhou em 1985 quando, filiada ao PDS, disputa a sua primeira eleição e perde a prefeitura de Natal para o então deputado estadual Garibaldi Alves Filho. Em 1986 é eleita deputada federal a atua na Assembléia Constituinte. Seus votos em temas relacionados a direitos sociais e dos trabalhadores fizeram-na figurar entre os deputados nota 10, distinção concedida pelo Departamento Intersindical de Assuntos Parlamentares (DIAP).

Prefeita de Natal[editar | editar código-fonte]

Em 1988, Wilma já estava filiada ao PDT e vence a eleição para a prefeitura de Natal cumprindo um mandato de quatro anos ao final do qual, com a sua popularidade em alta, consegue eleger Aldo Tinoco como seu sucessor em 1992 quando já estava separada de Lavoisier Maia, fato esse que culminou no seu ingresso ao PSB. Em 1994, disputa a eleição para governador e fica em quarto lugar. Em 1996, já rompida politicamente com Tinoco, volta a disputar a Prefeitura de Natal com o apoio de José Agripino Maia e vence novamente.

Governadora do RN[editar | editar código-fonte]

Em 1999, rompe politicamente com José Agripino Maia e em 2000 recebe o apoio do então governador Garibaldi Alves Filho na sua reeleição para a Prefeitura de Natal. Em abril de 2002, renuncia à prefeitura para disputar o governo do estado, sendo eleita com 820.541 votos, correspondentes a 61,05% dos votos válidos.

Em 2006, candidata-se à reeleição para governadora, junto com o parceiro de chapa, Iberê Ferreira de Sousa. Numa disputa histórica com Garibaldi Alves, venceu no segundo turno com 824.101 votos, correspondentes 52,38% dos votos válidos.

Em 2008 através da Operação Hígia da Polícia Federal viu seu filho, Lauro Maia Neto, ser preso junto com outros integrantes do governo suspeitos de desviar R$ 36 milhões.[1][2]

Candidatura ao senado em 2010[editar | editar código-fonte]

Ao fim de março de 2010, Wilma de Faria decidiu renunciar ao governo do Rio Grande do Norte e deixá-lo a cargo de seu vice, Iberê Ferreira, para que pudesse se candidatar a senadora nas eleições gerais de 3 de outubro do mesmo ano. Em 31 de março de 2010, Wilma renunciou oficialmente ao governo do Estado.[3]

Foi a 3ª colocada nas eleições em 2010 para senadora com 651.358 votos (21,89% dos válidos), tendo sido derrotada pelo peemedebista Garibaldi Alves Filho – o 1° colocado, reeleito com 1.042.272 votos (35,03% dos válidos) – e pelo democrata José Agripino – o 2° colocado, reeleito com 958.891 votos (32,23% dos válidos).

Vice-prefeita de Natal[editar | editar código-fonte]

Na eleição municipal de Natal em 2012, Wilma de Faria era apontada como uma das principais candidatas a prefeita de Natal, pelo PSB. Em maio daquele ano, no entanto, desistiu de se candidatar à prefeitura para que seu partido apoiasse a candidatura de Carlos Eduardo Alves, do PDT.[4] Em junho, o apoio foi concretizado com a confirmação de que Wilma sairia como candidata a vice-prefeita na chapa de Carlos Eduardo.[5] Na eleição de 7 de outubro, Carlos Eduardo foi para o segundo turno contra Hermano Moraes, do PMDB, vindo a se eleger prefeito de Natal no segundo turno, em 28 de outubro. Dessa forma, Wilma foi eleita vice-prefeita da cidade.[6]

Candidatura ao senado em 2014[editar | editar código-fonte]

Em 2014 tentou uma vaga para o senado com o apoio das oligarquias Alves, Rosado e Maia, que também apoiavam o candidato derrotado ao governo do Estado, Henrique Eduardo Alves. Não sendo eleita, ficou em segundo lugar com 636.896 (43.23%) dos votos, perdendo para a então deputada federal do PTFátima Bezerra que obteve 808.055 (54.84%) dos votos.

Vereadora de Natal[editar | editar código-fonte]

Em 2016, a ex-governadora deixou o PSB após perder a presidência estadual para o deputado federal Rafael Motta, decidindo então se filiar ao PTdoB, legenda que era presidida pelo deputado estadual Carlos Augusto Maia, recém-filiado ao PSD. Assim, o comando da legenda passou a ser dela. Candidatou-se a vereadora em Natal e foi eleita com 4 421 votos na chapa PTdoB/PSDB que era encabeçada pela candidata a prefeita, sua filha Márcia Maia.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Wilma_de_Faria

http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/ex-governadora-do-rn-wilma-de-faria-morre-em-natal.ghtml

http://blogdomendesemendes.blogspot.com
http://blogdodrlima.blogspot.com

quinta-feira, 15 de junho de 2017

CABO GRILO...O HOMEM QUE ENTERROU E DESENTERROU LAMPIÃO E MARIA BONITA..!


A notícia não é nova e, ao mesmo tempo sim, pois foi disseminada entre poucos pesquisadores. Como trata-se de personagem secundário, a grande mídia que já não toma conhecimento ou raramente noticia fatos de outros coadjuvantes que dirá sobre um personagem secundário...


Recebemos a informação, somente ontem, através do pesquisador e escritor Antonio Vilela, que faleceu o policial volante GEMINIANO LUIS SARMENTO- o Cabo Grilo. Morador de Entremontes - AL (vide foto abaixo). Foi este homem que teve a incumbência de enterrar e desenterrar LAMPIÃO. A causa da morte desse policial foi um ataque cardíaco, no dia 20 de abril/10.

Cabo Grilo fazia parte da volante do Tenente João Bezerra, e ficou na retaguarda no combate de Angico/SE, tendo chegado ao local, depois da morte dos cangaceiros. Em entrevista ao pesquisador "VILELA", assim se pronunciou o CABO GRILO:

" Eu cheguei depois das mortes (Lampião). Eu fui enterrar os corpos uns quatro dias depois. Os corpos podres, fedendo feito à porra. Quatorze dias depois, fui desenterrar novamente... (por ordem do Ten. José Lucena )..."

Um abraço a todos
Fonte: Jornal DP
OBS: Matéria publicada em abril/2010

Fonte: facebook
Página: Voltaseca Volta
Grupo: Lampião, Cangaço e Nordeste
Link: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=688620541339923&set=gm.660625360813078&type=3&theater

http://blogdomendesemendes.blogspot.com
http://blogdodrlima.blogspot.com

quarta-feira, 14 de junho de 2017

BOA NOITE, CABROEIRA!



Passando para deixar mais um pedacinho da relíquia. Jornal Pequeno - 29 de Julho de 1938


Fonte: facebook
Página: Willys Soares
Grupo: Historiografia do Cangaço
Link: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1410385079020119&set=gm.1785032128475957&type=3&theater

http://blogdomendesemendes.blogspot.com
http://josemendespereirapotiguar.blogspot.com

terça-feira, 13 de junho de 2017

CURSO DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS EM JIJOCA DE JERICOACOARA/CE



Cursistas
 Cruz. A segunda fase do Curso de Elaboração de Projetos Sociais para Captação de Recursos foi realizada em Jijoca de Jericoacoara, com duração de três dias de muito estudo e debates calorosos com a participação de uma turma muito animada.



Professores Benedito e José Osma
O curso, que foi oferecido pela UVA/CNPq/NEDET, começou no mês de abril com a primeira fase realizada na FETRAECE Regional de Sobral, com o objetivo de capacitar pessoas envolvidas com a Sociedade Civil Organizada e representantes do poder público que fazem parte dos Territórios do Litoral Norte, Sertão de Sobral, Sertão da Ibiapaba e Vale do Curú que reúnem 52 municípios do Litoral ao Sertão.
O curso foi ministrado pelo Professor Benedito Lourenço sob a coordenação do Professor José Osmar Fonteles. As aulas aconteceram na Câmara Municipal e na Pousada Jincoara, em Jijoca de Jericoacoara, onde os cursistas foram hospedados. Um lugar aconchegante e agradável aos olhos dos visitantes, com direito a WiFi grátis, possibilitando que os cursistas pudessem estar em contato permanente com seus familiares e fazerem suas pesquisas.
Índios Tremembé
 A captação de recursos sempre foi uma meta da Sociedade Civil, mas, a falta de pessoas capacitadas para a elaboração de projetos, tem sido a maior dificuldade enfrentada pelas instituições na hora de participarem dos editais.
A concorrência é grande e a falta de projetos bem elaborados tem sido o principal motivo de eliminação das instituições que apresentam projetos na tentativa de captação de recursos.
Visando atender a esta demanda, colaborar com as instituições e capacitar projetistas, a UVA/CNPq/NEDET deram uma grande contribuição para aproximar as instituições dos apoiadores das Organizações Sociais.
Os Professores José Osmar e Benedito Lourenço não mediram esforços para que este curso preparasse, da melhor forma possível, todos os participantes que avaliaram este curso como sendo de grande valia para quem está à frente das associações.
O conteúdo foi muito rico e agradou aos participantes, pois, muitos, não tinham nenhuma qualificação em elaboração de projetos para captação de recursos, mas, o nível técnico diversificado dos cursistas contribuiu para um melhor aproveitamento, pois, contou com a presença de Engenheiro Agrônomo, Técnico em Agropecuária, Contabilista, Arquiteto, Secretários Municipais e outros profissionais que compartilharam com seus conhecimentos e experiências para enriquecimento de conteúdo específico.